Chico Buarque receberá o Prêmio Camões e diz que não assinatura de Bolsonaro é um segundo prêmio


storage/imagem_noticias/noticia.135331201912055de90bdb1429b.jpeg

O Ministério da Cultura de Portugal confirmou que o Prêmio Camões será entregue a Chico Buarque no dia 25 de abril de 2020, em Lisboa.

A entrega está garantida, segundo o ministério, mesmo que o presidente Jair Bolsonaro não assine o diploma da condecoração.

A data, a mesma da Revolução dos Cravos, foi escolhida pelo cantor. Segundo as autoridades portuguesas, a parte financeira da premiação foi resolvida em junho, e a assinatura do diploma pelo presidente é apenas uma formalidade. Isso não impede a entrega e a cerimônia.

O documento pode chegar às mãos do músico sem a assinatura de Bolsonaro.

Chico Buarque foi anunciado vencedor do Prêmio Camões 2019 no dia 21 de maio, após reunião do júri, na Biblioteca Nacional, no Rio. O prêmio, de 100 mil euros, é dividido entre Portugal e Brasil.

Em outubro, ao ser questionado por jornalistas em frente ao Palácio da Alvorada se assinaria o diploma do prêmio, Bolsonaro disse: “Eu tenho prazo? Então 31 de dezembro de 2026, eu assino”.

“A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo prêmio Camões", escreveu o cantor, que já declarou apoio ao PT e é crítico ao atual governo, em um post no Instagram.


Galeria de Imagens:



Fonte: G1 | Data: 05-12-2019 | Hora: 01:37:24
Atualizado: 05-12-2019 | Hora:01:37:24



Comentários: ( 0 )


Assíne a Newsletter

preencha os campos necessários e fique por dentro de tudo que acontece no aliastpadua.com.br